Procedimento sem dor: hipnose nos consultórios é uma realidade
Woman patient at dentist

Procedimento sem dor na odontologia e na ortodontia já é realidade. Quer saber como? Continue a leitura!

Conviver com os medos trazidos pelos pacientes ao consultório odontológico faz parte do cotidiano dos dentistas. Imagine se você, profissional desta área, pudesse realizar os procedimentos odontológicos em seus clientes sem que eles sentissem dor?

Sabemos que muitas pessoas negligenciam a saúde bucal devido ao medo que sentem da dor durante os tratamentos. Infelizmente, esse hábito resulta em problemas avançados e… ainda mais dor. Essa sensação é prejudicial não apenas para os pacientes. O dentista atende dezenas de pessoas todas as semanas. Como não absorver essa tensão?

Assim, propagar a realização de qualquer procedimento sem dor – desde uma obturação onde o desconforto é mínimo até uma cirurgia – certamente vai chamar a atenção dos pacientes. Em países da Europa e nos Estados Unidos, a hipnose na odontologia é usada com recorrência. No Brasil, surge como uma nova alternativa do controle da dor.

Procedimento sem dor com hipnose

Diferente do que muitos pensam, a hipnose não tem nada de misticismo, muito menos relação com crenças religiosas. A hipnose é um estado da consciência especial, situado entre o sono e a vigília. Com o lado esquerdo, mais racional, relaxado, a mente subconsciente tem mais liberdade para se manifestar.

Os medos e fobias de dentista são originados por experiências anteriores em tratamentos. Não vamos esquecer que muitos tiveram problemas ainda na infância, o que acentua o problema. Portanto, o trabalho do hipnoterapeuta é fazer sugestões ao subconsciente para que não apenas o medo seja superado como também a dor.

E como um procedimento sem dor pode ser possível com a hipnose? Essa relação está em estudos. Recentemente, foi levantada uma teoria que considera os receptores da dor e o sistema ativador reticular ascendente (SARA), que dizem respeito aos feixes de células próximas ao cérebro.

Somente a sensação de medo, logo ao chegar ao consultório, faz que a pessoa libere o cortisol, hormônio do estresse que leva o cérebro ao esgotamento. A hipnose é capaz de induzir o SARA a produzir serotonina e beta-endorfinas, hormônios associados ao bem-estar que neutralizam os efeitos do cortisol.

Para entender esse processo, foram realizadas tomografias computadorizadas onde ficou comprovada a modificação das atividades do SARA quando o paciente passa pelo processo de hipnose. Assim, ele passa do estado da dor para o bem-estar.

A hipnose é para qualquer pessoa?

O dentista, muitas vezes, também precisa lidar com o receio do seu paciente em relação a hipnose. Por isso, trabalhamos muito para desmistificá-la. A hipnose é autorizada pelo Conselho Federal de Odontologia aos cirurgiões-dentistas, dentro da sua área de atuação.

O trabalho do hipnoterapeuta nada mais é do que despertar recursos que já existem dentro do paciente, inclusive para vencer o medo e a dor. Por questões éticas, a hipnose é utilizada apenas para os fins previamente explicados pelo dentista.

A hipnose não tem contra-indicações, mas quando a pessoa entende como funciona e sabe que não oferece riscos sua eficácia é maior.

Espero que meu artigo tenha ajudado você a entender como a hipnose pode contribuir para um procedimento sem dor.

Até a próxima!

Dra Lindermann

Dr. Mickaela Lindermann

Formada em odontologia pela PUC – PR, Dra. Mickaela Lindermann escolheu a odontologia por se identificar com a área da saúde, e pela felicidade de lidar com pessoas, proporcionando experiências na área de cuidados ortodônticos.