Fobia de dentista: tem solução?

A fobia de dentista prejudica muito a saúde da população em geral. Muitos deixam de frequentar o consultório odontológico porque trazem traumas relacionados à dor durante a infância.

O cheiro dos medicamentos, os sons dos equipamentos e o espectro branco do local em que os tratamentos bucais são realizados já são elementos suficientes para desencadear reações de medo, tais como tremor e suor. Geralmente, estão condicionados às dores que o paciente sofreu anteriormente.

A boa notícia é que a hipnose tem se mostrado uma importante terapia para auxiliar aqueles que têm fobia de dentista. Vale a pena conhecer sobre o assunto.

O que é fobia?

Medo e fobia são sentimentos diferentes. Enquanto o medo ajuda a mente e o corpo a evitar algum tipo de perigo, a fobia simplesmente paralisa e causa mal estar. A ansiedade provocada pela fobia normalmente não é proporcional ao perigo real que a situação representa.

Por isso, o paciente com fobia de dentista sofre tanto. Ele sabe que as sensações de angústia não se justificam, pois o que ocorre durante uma consulta ou tratamento pode ser considerado no máximo um incômodo ou desconforto. É importante não confundir qualquer medo com fobia.

A hipnodontia e a fobia de dentista

Já tratamos aqui no blog sobre a hipnodontia. Trata-se das técnicas de hipnose aplicadas antes dos tratamentos odontológicos com o intuito de tornar a consulta ou o tratamento mais tranquilo para o paciente. Entre todos os benefícios da hipnodontia, também podemos resolver a fobia de dentista.

Antes da consulta, o hipnoterapeuta conduz o paciente ao estado da hipnose, aquele entre a vigília e o sono. Assim, é possível introduzir sugestões ao subconsciente de forma que ele altere os registros de pavor da cadeira do dentista. Essa é uma maneira de usar a hipnose na odontologia.

Quem pode aplicar a hipnose?

A hipnodontia para combater a fobia de dentista pode ser aplicada por qualquer profissional que tenha concluído a formação em hipnoterapia. Em alguns consultórios, o odontologista conta com a presença de um hipnoterapeuta.

Em outros casos, o próprio dentista tem formação na área da hipnose e pode aplicar as técnicas, sempre antes da consulta e com foco no problema pontual relacionado aos tratamentos odontológicos.

O uso da hipnose em consultórios de odontologia está autorizado e regulamentado pelo Código de Ética Odontológica, de autoria do Conselho Federal de Odontologia.

Está previsto no Relatório Final do Fórum sobre as Práticas Integrativas e Complementares à Saúde Bucal, realizado no Distrito Federal, no período de 05 a 06 de junho de 2008, o qual regulamenta também a adoção de terapias como florais, acupuntura e fitoterapia.

No capítulo IV, podemos ler:

Art. 19. A Hipnose é uma prática dotada de métodos e técnicas que propiciam aumento da eficácia terapêutica em todas as especialidades da Odontologia, não necessita de recursos adicionais como medicamentos ou instrumentos e pode ser empregada no ambiente clínico. Respeitando o limite de atuação do campo profissional do cirurgião-dentista.

Portanto, a hipnose para tratar a fobia de dentista é uma prática totalmente legalizada e traz muitos benefícios ao paciente, que passa a cuidar melhor da sua saúde bucal e por consequência de todo o corpo.

Espero que meu artigo tenha ajudado.

Até a próxima!

Dra Lindermann

Dr. Mickaela Lindermann

Formada em odontologia pela PUC – PR, Dra. Mickaela Lindermann escolheu a odontologia por se identificar com a área da saúde, e pela felicidade de lidar com pessoas, proporcionando experiências na área de cuidados ortodônticos.